5 de julho de 2011

Pessoas!

Qual é o impacto causado pela entrada de uma pessoa na nossa vida? Sem dúvidas, que essa entrada desarticula tudo aquilo que você sempre acreditou estar nos eixos, no seu devido lugar. Mas eis que aparece alguém e mostra que o eixo é outro, e noutro lugar. Uma vez que você precisar reordenar suas atividades, seus humores, suas vontades e suas prioridades. Mas me pergunto é necessário tanta mudança? Se a pessoa está entrando na "minha" vida não é ela quem deve se adequar?
A resposta!? Sim e Não. Sim, porque a vida é sua e você já tem uma rotina; Não, porque deves sempre lembrar que também estamos entrando na vida de alguém, nós também estamos abalando uma estrutura, reorganizando uma rotina. Por isso, encontrar, conhecer e conviver com pessoas é nossa principal missão nesta vida, antes mesmo de construir e/ou conquistar algo.
Entretanto devemos questionar a necessidade de se ter alguém com você compartilhando o que você "tem", conhecendo quem você é. Até que ponto essa invasão deve ser "permitida" (isso mesmo, nós permitimos certas invasões!)?
Sempre baterei na tecla do autoconhecimento, devemos antes de qualquer coisa saber os nossos limites, para não permitir essas "invasões". Pessoas passarão aos montes por nossa vida, mas umas poucas farão alguma diferença deixando suas marcas, outras nem lembradas serão. Porém somente compreenderemos esses sinais observando, analisando e encaixando em nossa vida essas marcas.
O simples ato de tentar interpretar cada passagem por nossa vida é demasiado profundo, pois precisaremos perceber primeiro que tipo de marca estamos deixando na vida das pessoas, qual a qualidade do sentimento que despertamos nos outros. Devemos sempre lembrar que não somos seres diferenciados, especiais, mas somos sim pessoas que entram e saem da vida de alguém, e assim como queremos guardar bons momentos das pessoas, também devemos deixar bons sentimentos para as outras pessoas guardarem de nós.
Todos, sem exceção, somos serem em desenvolvimento, evolução, aprendizado, mas só compreenderemos de fato quando aprendermos a nos socializar, nos relacionar com as outras pessoas. Qualquer relacionamento começa com a compreensão, a compreensão de quem somos para podermos aceitar quem entrar na nossa vida!

3 comentários:

  1. eita, se superando hein!? hahaha

    show!!! estou viciando nessa fonte, ahahuauahahau

    Menina inspirada!!

    Te adoro, ti admiro, ti quero bem.

    bjos

    AndréNogueira

    ResponderExcluir
  2. ei amiga.. isso e o amor.. passei p dizer que te amo!!!

    ResponderExcluir
  3. Querida,
    Que palavras certas!!!
    À mim, caiu como uma luva... Sou um bocado permissiva dessas invasões... Pior: ainda esquecendo de mim....
    O bom é que é só uma fase que não se sustenta. Começo a ficar num mal humor horrível, a ver o outro de forma suspeita, afasto-me. Só depois é que descubro: estava com saudade de mim.
    E olha que eu nem fumo maconha...kkkk
    Beijo,
    Carol (Caminho)

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião!