24 de maio de 2012

As nobrezas da vida

As nobrezas da vida estão além de nossa compreensão. Mais simples é tentarmos entender como uma pessoa se dispõe a ajudar alguém somente pelo ato de ajudar. A grande maioria  só estende a mão quando almeja receber algo em troca, nem que seja um mero reconhecimento. Outros vão mais além, desejando o enaltecimento de sua "ajuda". 
A melhor ajuda que podemos prestar é aquela vinda do coração, quando damos ou fazemos algo apenas pelo desejo de ajudar um "necessitado". Porém em muitos casos deixamos de fazê-lo por não saber reconhecer um real necessitado, pois muitas pessoas usam o véu da necessidade para obter benefícios em detrimento daqueles que precisam. Acredito que não devemos esmorecer e nem endurecer ao encontrar pessoas assim, uma vez que significam um teste à nossa vontade de ajudar desinteressadamente. Muitas vezes aquele que engana é o maior necessitado, pois precisa de compreensão e aceitação, ele se julga injustiçado e para " conseguir" algo tenta levar vantagem tentando evitar uma perda.
Compreender essas atitudes pode significar a melhora de conduta do praticante, pois ele perceberá que não precisa agir dessa forma. A partir do momento que não deixamos de acreditar que essa pessoa pode se tornar alguém menos armada e na defensiva, demonstrarmos que temos fé na melhora. Entretanto o melhor início  de tudo é estar de olho em nossa conduta, justamente por servirmos de espelho. Quando agimos de modo sincero e desinteressado, assim agirão conosco. Não devemos aguardar a melhora para que então melhoremos. Qualquer mudança ou melhora começa de dentro, no coração.

Um comentário:

  1. Dedicar-se alguém com o coração limpo hoje em dia é raridade.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião!