24 de maio de 2012

O tempo e a eternidade

O tempo age de forma interessante, sempre que pensamos haver "tempo" suficiente para realizar uma tarefa, somos penalizados com a sua falta em outra situação. Não existe um manual explicativo nos ensinando a usar de forma melhor o nosso dia, nossa vida e nossa "eternidade". O conceito de eternidade se confunde com o de tempo, sendo separados apenas por uma atitude, pois ao usar melhor nosso tempo hoje, vamos escrevendo uma eternidade mais produtiva.
Parece confuso pensar dessa forma, mas é como as coisas se dão, uma vez que a eternidade não se trata de futuro, e sim do presente. Olhando para o que estamos construindo, como estamos vivendo poderemos analisar a qualidade do que é eterno em nossa vida, em nossa história. O tempo se trata do momento que devemos agir, enquanto a eternidade registra a consequência de tais atos. Devemos ter cuidado com nossas decisões, pois em alguns casos corrigir o erro de uma decisão mal tomada ou precipitada gera consequências absurdas e de difícil resgate. Não deixemos que o mal uso do tempo presente determine uma eternidade dolorosa.

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião!