RECOMEÇAR

Recomeçar é estar ferido e suportar; é estar cansado e continuar!

FLORESCIMENTO

O entendimento e a aceitação da capacidade em si direciona a um novo modo de ver a vida, o mundo e a nós mesmos.

AME-SE

Crônica publicada na Revista Ser Espírita.

CHICO XAVIER - TRAÇOS BIOGRÁFICOS

O sonho de todo médium é aproximar-se de sua obra!

O TEMPO E A ETERNIDADE

Não deixemos que o mal uso do tempo presente determine uma eternidade dolorosa.

7 de julho de 2013

Atos e Atitudes

Todos os dias nos vemos diante de situações, atos e atitudes. Cada um deles possuem importância e resultados distintos. A vida nos exige um posicionamento coerente e diferente, de modo que sejamos nós a modificar e melhorar nossas reações. É necessário pensar que sempre seremos colocados em situações provenientes de atos e que aguardam uma atitude. Sendo assim, antes mesmo de questionar o ocorrido, devemos, sim questionar a nós mesmos. Analisando o que teríamos feito diferente, ou se ao menos o faríamos.
Uma determinada situação nos impele a pensar e agir segundo nossas crenças, conhecimento de mundo e experiência. Não significando agir de modo correto ou de acordo com o esperado. Muitas vezes, na ânsia de ajudar prejudicamos ou ultrapassamos barreiras toleráveis. Entretanto, somos apenas alguém que gostaria de mudar a situação ou, pelo menos, apaziguar um sofrimento desnecessário. Mas, essa confusão de sentimentos e intenções levam à atos, por vezes, excessivos, em relação à situação.
Dessa forma, cabe uma análise mais profunda, a fim de compreender se o ocorrido feriu qualquer protocolo de limites, prejudicando ou fomentando atos grosseiros, desafiadores ou irritantes. Pois é muito comum, quando acuada uma pessoa ter uma reação que resulte em atos impensados e precipitados na tentativa de barrar um possível "ataque". Uma forma de apaziguar tal reação é sempre relevar e não retrucar a iniciativa. Assim, evitando atitudes contrárias ao que desejamos e torcemos (intimamente) para que aconteça.
As atitudes resultantes de algumas situações determinam a felicidade ou a tristeza. Porém, mais importante que estar certo, com a razão ou mesmo aguardando um  pedido de desculpas é ter conosco a tranquilidade de ser justo. Nos apegando avidamente à algumas certezas, perdemos oportunidades incríveis de crescer interiormente, de nos tornarmos uma pessoa melhor. Uma vez que, nossas ínfimas melhoras se transformarão em consideráveis agentes apaziguadores de situações semelhantes.