RECOMEÇAR

Recomeçar é estar ferido e suportar; é estar cansado e continuar!

FLORESCIMENTO

O entendimento e a aceitação da capacidade em si direciona a um novo modo de ver a vida, o mundo e a nós mesmos.

AME-SE

Crônica publicada na Revista Ser Espírita.

CHICO XAVIER - TRAÇOS BIOGRÁFICOS

O sonho de todo médium é aproximar-se de sua obra!

O TEMPO E A ETERNIDADE

Não deixemos que o mal uso do tempo presente determine uma eternidade dolorosa.

12 de dezembro de 2013

Diferança de Amor e Paixão

Autor: Richard Simonetti

A jovem pergunta  à Chico Xavier:

- Chico, amor é sinônimo de paixão?
- Ah! minha filha, amor é comidinha fresca, roupa lavada e passada, mamadeira prontinha.. paixão é como o Joelma, pega fogo e acaba tudo.



Observação: Joelma era um Edifício que pegou fogo em 1974.

Com a simplicidade e a jovialidade dos sábios, o médium estabelece diferenças fundamentais entre amor e paixão. A paixão situa-se nos domínios do instinto, busca apenas a auto-afirmação, o prazer a qualquer preço, sem preocupações além da hora presente.

Apoiando-se no desejo de comunhão sexual, a paixão é fogo arrebatador, que obscurece a razão e leva ao desatino, deixando, depois, apenas cinzas, como aconteceu com o Edifício Joelma.
O apaixonado ama como quem aprecia um doce.
Deleita-se! É saboroso! satisfaz o paladar!

Por isso logo deixa de amar, atendendo a várias razões;
- Saciou-se
- Enjoou
- Deseja novos sabores

A partir daí, há campo aberto para o adultério e a separação, sem que a pessoa tome consciência do mal que causa ao parceiro e, principalmente, à prole, quando há filhos.
Enquanto perdura a paixão, podem ocorrer problemas mais graves e comprometedores:

- Crimes: bárbaros assassinatos são metidos por amantes que se sentem traídos e negligenciados ou que foram abandonados. Perdendo o domínio sobre o parceiro, tratam de eliminá-lo, como quem joga fora um doce que azedou.

- Maus tratos: é característica masculina, própria de machistas incorrigíveis, sempre dispostos a agredir para impor sua vontade, com o que apenas conturbam a relação, matando a afetividade na parceria.

- Suicídio: uma das causas mais comuns dessa ação nefasta, que precipita o indivíduo em sofrimentos inenarráveis no Mundo Espiritual, é a paixão contrariada. O sentir-se traído, negligenciado, ou não correspondido.

O amor situa-se nos domínios do sentimento verdadeiro.
Sustenta-se numa regra básica: pensar no bem-estar do ser amado, com a consciência de que nossa felicidade está diretamente subordinada a ver a felicidade do outro (mesmo que seja com outra pessoa).

As uniões felizes, os casamentos que se estendem além da morte, ensejando reencontros felizes na Espiritualidade, são aqueles em que os cônjuges revelam maturidade suficiente para mudar de pessoa na conjugação do verbo de suas ações.

Da primeira do singular - EU, para a terceira - ELE, trocando cuidados recíprocos, a se exprimirem em carinho e solicitude.

Fonte: Cepal André Luiz

10 de dezembro de 2013

Florescimento

O grande amor que tenho por plantas e flores, me faz desejar que o mundo seja um grande jardim, totalmente florido com as mais variadas cores. Espalhar vasos de plantas pela casa, tornou-se tão certo quanto mudar a posição dos móveis. Lembro da sensação de felicidade plena; de um preenchimento difícil de alcançar ao ver a casa florida.
Observar o desabrochar de uma flor,  é um espetáculo lindo e exuberante, pois os botões se abrem para que possa entrar mais luz do sol. Com os raios solares recebidos o vegetal adquire mais força/energia para mostrar a beleza guardada em seu interior. A medida que ela recebe o alimento sua ascensão aumenta, chegando ao lindo momento do florescimento.
Assim acontece com o florescimento da vida e das ideias. Uma vez que nós precisamos de iluminação, amor e compaixão. Nenhuma caminhada é fácil no escuro. É necessário acender esse candeeiro com estudo e dedicação; compreendendo que somente nós poderemos iniciar e manter essa chama iluminando nossa jornada.
Cada conhecimento adquirido e assimilado ajuda e impulsiona esse novo caminho. Antes, porém precisamos compreender que obstáculos estarão em nosso caminho, mas ao cultivar a Fé passaremos por todos sem grandes problemas ou dificuldades.
A Fé em nos mesmos determina a qualidade do aprendizado adquirido, ainda que precisemos buscá-la nos recônditos mais íntimos. A descoberta da Fé em nós, no Próximo e em Deus, se configura no verdadeiro processo de florescimento. Pois esse momento é único para cada pessoa. O entendimento e a aceitação da capacidade em si direciona a um novo modo de ver a vida, o mundo e a nós mesmos.